O baht meninos eles cavavam em busca de uma saída da caverna | Comércio

Los niños tailandeses que fueron rescatados de una cueva dan su primera rueda de prensa este 18 de julio del 2018. Foto: EFE

LEIA TAMBÉM

LEIA TAMBÉM

Doze meninos que, juntamente com o seu treinador passou mais de duas semanas, eles estavam escavando em busca de um caminho para fora da caverna, antes de ser localizado.

Ele disse a um deles em uma conferência de imprensa conjunta após a sua liberação do hospital, foram capazes de mover “três ou quatro metros” em busca de uma saída durante os nove dias que decorrido antes de o mergulhadores britânicos que poderia encontrar em uma cavidade, a quatro milhas no interior da entrada da caverna.Outro companheiro, o descreveu como “milagrosa” o tempo em que eles foram localizados.Durante esses nove dias, eles estavam sem comida e beber a água que infiltrou através das paredes da caverna, explicou o treinador, Ekapol Chantawong.Outros caras disseram que não percebeu a fome nos primeiros dias, mas passado dois dias começou a sentir-se cansado e fraco.A 12 de meninos, com idades entre 11 e 16 anos, e Ekapol, 26, entrou na caverna durante uma excursão no dia 23 de junho-e eles foram presos na gruta inundada até o 8, 9 e 10 de julho, as equipes de resgate levou-os, por etapas, para a boca de saída da galeria subterrânea.As equipes de busca e resgate, que veio a formar mais de mil pessoas, sedado e transportados em macas, e sob a água nas seções inundada para a saída.O grupo tinha permanecido desde internato no Prachanukroh de Chiang Rai, capital da província homônima, e esta tarde a sua primeira conferência de imprensa depois de receber um pouco antes de recebido alta do hospital.

Os médicos que eu tenho cuidadosamente indicados que eles têm recuperado o suficiente força mental e física para voltar para suas casas.O Governo tem recomendada para o grupo que você retornar à sua vida normal e evitar tornar-se o centro de mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *