8 883 vagas de estacionamento rotativo tariffed em Quito são totalmente automatizada | Comércio

A través de un dispositivo, los distribuidores se encargan de ingresar la placa del automotor, la fecha y el número de horas que el usuario requiera estacionarse. Foto: Alfredo Lagla / EL COMERCIO

A placa do veículo, tipo de taxa, data, hora e georreferenciamento, são os novos elementos que estão incluídos no bilhete é emitido quando um veículo está estacionado nas ruas do Sistema de Estacionamento Rotativo Taxa, mais comumente conhecido como zona azul.

Desde o passado dia 25 de janeiro, 2018, entrou em funcionamento um novo sistema que permite uma automação total deste serviço. Através de um dispositivo, muito semelhante a um telefone celular, que inclui uma impressora, os distribuidores são responsáveis pela inscrição da placa do veículo, a data e o número de horas que o usuário é necessário, de duas horas como permitido pela portaria metropolitana ou até cinco horas, no caso de áreas na universidade. Neste novo dispositivo, os distribuidores também deve decidir se ele é um pé-up tarifa ou exonerado, isto é, para as pessoas da terceira idade ou com algum tipo de deficiência, que não deve cancelar qualquer valor. E, finalmente, mostra o bilhete que deve ser entregue para o usuário.

Los distribuidores imprimen el ticket que deberá ser entregado al usuario. Foto: Paúl Rivas / EL COMERCIO

Os distribuidores de imprimir o bilhete que deve ser entregue para o usuário. Foto: Paulo Rivas / COMÉRCIO

Carlos Armijos, gerente geral da Empresa Metropolitana Pública de Mobilidade e Obras Públicas (Epmmop), observa que, 464 distribuidores foram treinados neste novo sistema, que visa gerar um melhor serviço. O diretor diz que antes, quando eles entregue o manual da placa, havia certas irregularidades, porque muitos dos usuários de trocar os cartões ou a negociantes de colocar um simples bilhete em alguns veículos. Agora, para ter a placa impressa em cada voucher para evitar este tipo de situações.

“Também estamos indo para evitar as queixas e reclamações dos cidadãos que muitas vezes se afirmou que não há traficantes em pontos que precisam ser. Com este novo dispositivo vamos saber se o distribuidor está fora do lugar”, disse Armijos.Em Quito há 8 883 vagas de estacionamento rotativo de trabalho. Todos os dias, pelo menos, 35 000 veículos são estacionados nesses locais.Em caso de não conformidade com os regulamentos municipais, i.e. que excedam o limite de tempo na mesma praça, ou não efetuar o pagamento da posição que ocupa, a pena é de 5% do vencimento-base unificada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *