prova-oab

Em meio ao turbilhão de ansiedade e expectativa diante de prestar a prova da OAB, uma grande dúvida pode surgir quando se imagina uma reprovação.

Existe um limite de vezes em que posso fazer a prova da OAB? A resposta para esta pergunta é simples e direta: NÃO.

Desta forma você pode se inscrever e participar do Exame de Ordem quantas vezes achar necessário, ou seja, até passar!

E para que você possa se acalmar e manter o foco nos estudos, já que o objetivo é passar de primeira, evitando qualquer número de tentativas possíveis, separamos abaixo algumas informações que serão úteis para você como candidato.

 

OAB em um ano

O Exame da OAB é realizado três vezes por ano. O primeiro edital geralmente é esperado para o mês de janeiro; o segundo em maio e o terceiro em agosto. Ou seja, é muita oportunidade para conquistar a tão sonhada carteirinha e inscrição no conselho regional.

Mas é claro que esta não é uma ordem de datas fixa, já que a organização das provas depende da disponibilidade do Conselho Federal da OAB, responsável pelo calendário dos exames.

 

Reaproveitamento da OAB

Outra grande oportunidade para os candidatos é a opção de reaproveitamento.

Também conhecido como repescagem da OAB, o reaproveitamento do Exame de Ordem foi criado para oferecer mais uma chance aos candidatos que foram aprovados na prova de 1ª fase, mas, infelizmente não obtiveram o total de pontos necessários na prova prático-profissional.

Desta forma, existe a possibilidade de o aluno utilizar a aprovação da 1ª fase, uma vez que a Ordem dos Advogados do Brasil permite que o candidato efetue mais uma tentativa de aprovação, realizando somente a prova de 2ª fase.

Podem ainda utilizar a opção de reaproveitamento os examinandos aprovados na 1ª fase e que estiveram ausentes ou foram eliminados na 2ª fase.

 

Edital complementar

O reaproveitamento da OAB é relativamente novo, e surgiu no XII Exame de Ordem Unificado, fazendo parte do Provimento número 156/2013, que apresentou diversas alterações com relação ao exame de ordem.

Publicado por meio de um edital complementar, o reaproveitamento é válido somente para a prova da OAB subsequente ao qual o candidato foi reprovado. Ou seja, se o candidato foi reprovado no XXIX Exame de Ordem, poderá utilizar o reaproveitamento somente no XXX Exame de Ordem.

Sendo assim, o candidato que deseja reaproveitar o resultado de aprovação na 1ª fase deve seguir todas as regras constantes no edital complementar, o que inclui efetuar uma nova inscrição e efetuar o pagamento de taxa que custa R$ 130.

 

Preparação para a prova de reaproveitamento/repescagem OAB

Com a aprovação da 1ª fase conquistada, é hora de focar seus estudos para a prova de 2ª fase.

Para que você se sinta ainda mais confiante e tenha uma preparação bastante específica e aprofundada, um preparatório OAB é a solução ideal.

Com a ajuda de professores qualificados e experientes neste tipo de exame, você terá o devido auxílio para estudar somente o que realmente importa para a realização da prova prático-profissional.

arrumar-mala-de-viagem

Arrumar a mala de viagem é uma tarefa difícil, afinal, há um limite de peso para ser cumprido, senão será necessário pagar pelo excesso de bagagem, o que não é barato.

Mas, como arrumar uma mala perfeita e evitar esse problema? Aqui, apresentamos dicas para atingir esses resultados. Confira e as coloque em prática!

Como arrumar a mala?

Há algumas dicas fáceis de serem colocadas em prática para arrumar a mala perfeita e leve para sua viagem. Veja quais são elas:

  • Considere a temperatura do local

Acompanhe a previsão do tempo do local com antecedência, para saber se leva somente roupas leves (para dias quentes) ou pesadas (para períodos frios). Assim, é possível reduzir consideravelmente os itens da mala a exatamente tudo o que será preciso e usado.

 

  • Baseie-se no tempo de viagem

Considerar o tempo de viagem ajuda a reduzir a quantidade de peças que vão na mala a somente esse período. Portanto, se for passar 7 dias no local, escolha roupas para esses dias, apenas.

 

  • Evite exageros

Edite sua mala o máximo possível, avaliando a possibilidade de repetir peças, como calças, shorts e sapatos, por exemplo. Para viagens longas, dá para levar poucas peças e lavá-las no local.

O que levar na mala de viagem e o que levar na bagagem de mão

Na mala de viagem é possível colocar itens de uso pessoal, como roupas, produtos de higiene, maquiagens, cosméticos, medicamentos, perfumes, bebidas alcoólicas e objetos cortantes.

Já na bagagem de mão recomenda-se levar documentos, itens de valor (dinheiro, máquina fotográfica, notebook, tablet e joias), livro, casaco, manta, medicamentos e quantidade limitada de bebida.

Qual peso da bagagem

O peso costuma variar entre companhias áreas e passagem comprada. Normalmente, para voos nacionais o peso é de 23 kg para mala despachada e 10 kg de bagagem de mão. Já para voos internacionais, é possível despachar duas malas de até 32 kg e levar uma mala de bordo também de até 10 kg.